• SEDE: Quinta de Belém, Lote 24 Vildemoinhos
  • 232 410 020
  • info@apcviseu.org.pt

Equipamento 1 - INTERVENÇÃO PRECOCE NA INFÂNCIA


APRESENTAÇÃO

A APCV tem acordo de cooperação para a Intervenção Precoce na Infância (IPI), desde 2007, para os concelhos de Viseu, Castro Daire, Santa Comba Dão, Carregal do Sal e Mortágua. Atualmente, a Intervenção Precoce na Infância (IPI) é regulada pelo Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI), criado pelo Decreto-Lei n.º 281/2009, de 6 de Outubro.

A IPI é um conjunto de medidas de apoio integrado centrado na criança e na família, incluindo ações de natureza preventiva e reabilitativa, designadamente no âmbito da educação, da saúde.

DESTINATÁRIOS

Crianças, dos 0 aos 6 anos, com alterações nas funções ou estruturas do corpo que limitam a sua participação nas atividades típicas para a respetiva idade e contexto social ou com risco grave de atraso de desenvolvimento, bem como as suas famílias.

ATIVIDADES

A resposta social é desenvolvida em estreita articulação e, num trabalho transdisciplinar, com as Equipas Locais de Intervenção (ELIs) de Viseu, Castro Daire e Santa Comba Dão (abrange os concelhos de Santa Comba Dão, Carregal do Sal e Mortágua).

As ELIs são pluridisciplinares e assentam em parcerias institucionais.

Os objetivos gerais das ELIs são:

  • Assegurar às crianças a proteção dos seus direitos e o desenvolvimento das suas capacidades;
  • Intervir em função das necessidades de cada criança e sua família, de modo a prevenir ou reduzir os riscos de atraso de desenvolvimento;
  • Capacitar as famílias de modo a que estas tenham um papel ativo na promoção do desenvolvimento dos seus filhos;
  • Apoiar as famílias no acesso a serviços e recursos dos sistemas de segurança social, da saúde e da educação;
  • Sensibilizar e envolver a comunidade numa perspetiva de plena participação da criança e da família;

A intervenção é realizada nos contextos de vida da criança e da sua família, tais como, domicílios, amas, creches, jardins de infância.

RECURSOS

  • Técnica de Serviço Social;
  • Psicóloga e Terapeuta Ocupacional, que desenvolvem as suas funções em parceria com os representantes dos Ministérios da Saúde (Enfermeiras) e da Educação (Educadoras de Infância) e das autarquias nas Equipas Locais de Intervenção.;

INSCRIÇÕES|SINALIZAÇÕES

A referenciação pode ser formalizada por qualquer pessoa ou serviço, com o conhecimento da família, através de modelo próprio (https://www.dgs.pt/sistema-nacional-de-intervencao-precoce-na-infancia.aspx), entregue nas sedes das ELIs (Centros de Saúde - UCC).

FOTOS